Doenças Profissionais Costumam Ser Silenciosas

Doenças Profissionais Costumam Ser Silenciosas

As Doenças Profissionais costumam ser bem silenciosas e acabam deixando os profissionais infelizes, estagnados e mal aproveitados por anos, o que pode matar sua carreira.

Muitos profissionais aceitam as circunstâncias e acabam colocando sua carreira no piloto automático, deixando que as doenças profissionais e silenciosas tomem conta, levando sua carreira para uma descida da mesma forma que uma escada rolante.

O lavrador e a Lebre. O que isso tem a ver com doenças profissionais?Doencas Profissionais

Podemos comparar esse fato, com a história de um pequeno lavrador que mal conseguia sustentar sua família com os parcos recursos que sua lavoura produzia. Certa manhã, quando esse lavrador saia para trabalhar em sua propriedade, ele avistou uma enorme lebre que corria de um lado para o outro, de forma desorientada e apavorada, até que ela se chocou com um a árvore, batendo a cabeça e morrendo no local.

Para a surpresa e felicidade do lavrador, esse era o melhor momento para estar naquele local. Imediatamente ele pegou a lebre todo orgulhoso e feliz, pois poderia proporcionar uma boa refeição para a sua família, afinal, fazia tempos que eles não comiam carne. Chegando em casa, sua esposa preparou um delicioso ensopado e eles festejaram muito nesse dia.

As doenças profissionais provocam sentimentos de autossuficiência e podem deixar o profissional totalmente estagnado.

No dia seguinte, o lavrador acordou e foi para o mesmo local, na certeza de que outra lebre passaria por lá e batesse com a cabeça na mesma árvore e, dessa forma, ele conseguiria mais uma vez uma boa refeição, pois como havia “caçado” a primeira lebre, se achava um exímio caçador. Ninguém jamais havia caçado uma lebre com tanta destreza da forma que ele havia feito.

O lavrador permaneceu durante todo o dia esperando pela próxima lebre. Voltou no dia seguinte, na semana seguinte e na seguinte. Ele tinha plena convicção de que outra lebre passaria por lá e ele a caçaria do mesmo modo com que fez com a primeira. Ele fez isso durante vários meses e permaneceu por anos nessa longa espera pela próxima lebre. Sua família já desiludida, partiu para outra cidade e, sua lavoura que já não produzia quase nada, acabou morrendo definitivamente. O lavrador sobreviveu por mais alguns anos devido as migalhas de alimentos que as pessoas que passavam pelo local lhe davam.  Apesar dos avisos constantes dos amigos de que ele poderia estar sofrendo de uma doença, o lavrador permaneceu neste local até os últimos dias da sua vida, na expectativa de pegar mais uma lebre.

Quantos profissionais estão doentes esperando por uma oportunidade na carreira ou por uma lebre?

Durante minha carreira como executivo e coach de centenas de profissionais, pude observar que muitos não conseguem enxergar essa doenças profissionais, que são silenciosas e acabam consumindo toda sua energia e foco, fazendo com ele permaneça estagnado e na espera de uma enorme lebre cruzar o seu caminho.

É preciso fazer um diagnóstico constante na carreira, da mesma forma que fazemos como nosso corpo,  para evidenciar o que está contribuindo para que as doenças profissionais se manisfestem, fazendo com que a carreira esteja em declínio constante. Sentar  e esperar por uma oportunidade não trará o resultado que esse profissional espera, aliás, não tratá resultado algum. É importante que o profissional identifique o mais rápido possível esses sinais de estagnação, para poder combatê-los com ferramentas e metodologias adequadas.

A importância da definição de propósito na carreira. Decida exatamente o que você quer.

Quando você define o seu propósito na carreira, você faz suas atividades com prazer, com paixão e com energia. Só o fato de ter uma clareza de aonde se quer chegar, produzimos um antídoto contra estas doenças profissionais invisíveis.

Napolleon Hill  dizia que o mundo costuma abrir caminho para o homem cujas palavras e ações mostram que ele sabe para onde está indo.

As incertezas mais comuns relatadas pelos profissionais são:

  • Qual o emprego ideal?
  • Qual o chefe ideal?
  • Qual a empresa ideal?
  • Qual o salário ideal?
  • Qual o cargo ideal?
  • Qual o local ideal?

Enquanto estas dúvidas permanecerem na sua mente, dificilmente você conseguirá enxergar as oportunidade que passam diariamente na sua frente e, quando elas passarem, pode ter certeza de que você será muito crítico com elas. Todas as oportunidades estão disfarçadas de trabalho e, além disso, elas se apresentam na sua mente,  geralmente como se estivessem à  beira de um abismo. Como os seus medos mentais são mais fortes e impedem você de olhar para o horizonte, você enxergará apenas abismo e seus pés próximos ao precipício, fazendo com que você recue não se arrisque.

Há uma grande recompensa do outro lado do abismo.

Encontre uma solução e aja imediatamente. Elimine essa doença profissional que tem te deixado infeliz. Não deixe que a próxima oportunidade passe sem que você avalie de forma saudável. Não fique a espera da lebre, como fez o lavrador da nossa história. Oportunidade não é sorte e sim preparo constante. Aprenda a utilizar os 5 sentidos para identificar as oportunidade quando elas se apresentarem à sua frente. Não importa se será na forma de uma promoção ou uma oportunidade para empreender. Coloque um anabolizante e viva uma carreira 100% intencional.

O processo de coaching pode te ajudar a combater essas doenças invisíveis e proporcionar uma carreira 100% intencional e muito mais feliz.

Um forte abraço.
Edvaldo Eliezer

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *